jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022

Quando o Comentário é Totalmente Dispensável: Zeca Camargo que o Diga...

#QuemÉZecaCamargo.

Dra. Cristiane Carvalho Araújo, Advogado
há 7 anos

Como já dizia o velho e bom ditado: "Em boca fechada não entra mosca". E por que não citar também "respeito é bom e eu gosto" - aliás, respeito é bom e todo mundo gosta.

Quando o Comentrio Totalmente Dispensvel Zeca Camargo que o Diga

Zeca Camargo começou a segunda-feira como o assunto mais comentado nas redes sociais, mas não por um bom motivo. O jornalista causou revolta em muitas pessoas com o comentário veiculado na noite de domingo no canal Globo News (confira o vídeo aqui).

Em sua crônica, Zeca questiona a comoção nacional causada pela morte do cantor Cristiano Araújo, "ao mesmo tempo tão famoso e tão desconhecido". Ao longo do texto, o apresentador comenta que "fãs e pessoas que não faziam ideia de quem era Cristiano Araújo partiram para o abraço coletivo".

Mais adiante, enquanto imagens mostram os shows lotados de Cristiano Araújo e outros jovens sertanejos em ascensão, Zeca Camargo fala sobre o fenômeno de "artistas de uma música só". Segundo ele, "qualquer um pode, ainda que por um dia, ser uma estrela maior".

Em determinado momento do texto, Zeca chega a comparar os novos ídolos sertanejos à "modinha" dos livros de colorir para adultos. Ou seja, são fenômenos que "empobrecem" a cultura brasileira.

Para quem viu a reportagem na íntegra, da primeiro à última palavra dita, o texto é completamente desnecessário e de extremo de mau gosto.

Zeca finaliza a crônica dizendo que o Brasil "precisa de novos heróis" e de "ídolos de verdade". Ele alega que os "verdadeiros artistas" como Cazuza e Michael Jackson, estes sim, merecem ser exaltados e fazem falta no cenário musical.

Afinal de contas, quem é o Sr. Zeca Camargo para definir o que torna um ídolo "um ídolo"?

Tamanha a prepotência da notícia e de seu interlocutor.

Bastaram poucos minutos no ar para que o comentário de Zeca Camargo repercutisse na internet. Uma enxurrada de críticas revoltadas circula pelas redes sociais, a maioria exigindo retratação pública do jornalista. Por outro lado, há algumas pessoas apoiando cada palavra de Zeca, alegando que ele falou aquilo que muitos não tiveram coragem de falar nos últimos dias.

Alguns famosos também não gostaram nada das palavras de Zeca. Sertanejos como Eduardo Costa, Sorocaba, Henrique e Juliano, Munhoz e Mariano entraram na campanha online #QuemÉZecaCamargo.

https://instagram.com/p/4gME5cEHzT/embed/captioned/?v=4

Talvez o Jornalista não tenha se atentado para o fato de que a Liberdade de Expressão, máxima constitucionalmente prevista, pode sim colidir com interesses particulares e gerar o dever do pagamento da indenização civil pela ofensa.

Nesse sentido, o código Civil legitima os sucessores do ofendido (Cristiano Araújo) a pleitearem, se for o caso, uma indenização civil pela veiculação de matéria ofensiva decorrente da morte do cantor sertanejo.

Nesse sentido, o artigo o artigo 943 do Código Civil de 2002, prevê expressamente que “O direito de exigir reparação e a obrigação de prestá-la transmitem-se com a herança”, ou seja, analisando o caso e havendo identificação da ofensa, conforme artigo 187 do Código Civil, nasce para os herdeiros o direito de pleitear uma indenização moral pelo conteúdo degradante da matéria veiculada.

Não trata-se apenas de indignação social.

A legislação brasileira coíbe a divulgação de matérias de cunho ofensivo e possui legislação específica no sentido de tipificar a conduta, o que gera para o ofendido (ou no caso, seus herdeiros) o direito de pleitear uma indenização pelos danos morais suportados.

Enfim... Respeito é a palavra de ordem.

Sr. Zeca Camargo, o Cristiano Araújo não era o ídolo da "Cristiane Araújo", mas com certeza era ídolo de muitas Marias, Anas, Joãos e de um Brasil que canta, com todo coração, as belas melodias sertanejas.

Sim, ele era ídolo. Talvez não seu, nem meu, mas era de milhares de fãs e o respeito a dor, mesmo que momentânea, deve prosperar sobre opiniões de cunho ofensivo de uma pessoa que se acha superiormente relevante, inclusive para caracterizar quem deve (ou não) ser considerado ídolo de uma nação - já tão desprovida da falta deles.

Informações relacionadas

Josiane Coelho Duarte Gearola, Advogado
Artigoshá 7 anos

Caso Cristiano Araújo: liberdade de expressão X direito à intimidade, à vida privada e à imagem

Eneas Matos, Advogado
Artigoshá 5 anos

Ensaio: Zeca Camargo deve indenização à família de Cristiano Araújo?

Daniel Carvalho de Assis, Advogado
Notíciashá 7 anos

Desembargador garante direito de dono a manter pet contra regulamento condominial

Creuza Almeida, Advogado
Artigosano passado

Cartas de adjudicação

Nadir Tarabori, Consultor Jurídico
Notíciashá 7 anos

Sentença concedendo o uso da fosfoetanolamina sintética

109 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Cobertura excessiva da mídia pela morte de uma "estrela" do entretenimento; inculto e tolo o povo que constrói seus ídolos baseado no fanatismo (fã de jogador de futebol, de cantor sertanejo, de pop rock ou funk ou qualquer lixo que pareça música).
A grande maioria dos citados não tem tutano para guiar a própria vida de maneira coerente e de repente são alçados ao posto de ídolos, ícones da juventude a serem seguidos, ouvidos, imitados.

Enoja-me ver artistas em campanha em prol de causa A ou B, usam da popularidade para vender uma causa que lhes é invariavelmente alheia tal como alheia lhes é a noção de realidade pois que vivem perdidos entre personagens e performances e carreiras de pó ou orgias com meninos e meninas.

Que fiquem no seu mundo de faz de conta, no entretenimento que é o seu meio e fim. O mundo real pede mais.

Dezenas de horas perdidas na cobertura do acidente e morte de um cantor e sua namorada muito provavelmente porque descumpriram a lei que obriga a todos usarem cinto de segurança quando ocupando veículos em movimento. Um tolo que se coloca acima da lei morre de forma estúpida. continuar lendo

Clóvis, respeito todas as suas considerações, mas acho que isso não "nos dá o direito" de zombarmos - seja ele um ídolo do fanatismo ou não - da crença das pessoas. O mundo dos intolerantes é muito mais cruel e impiedoso. continuar lendo

Concordo, todos temos o direito de sermos contra ou a favor, não somos cordeiros da mídia, pelo menos eu procuro não ser e parece que Zeca também não. continuar lendo

Hoje em dia, para ser artista basta ter boa aparência (se bem que isso algumas vezes não conta) e principalmente um bom padrinho para apresentação. Talento é o que menos importa. Afinal, para que existem os recursos eletrônicos de edição? continuar lendo

Concordo plenamente com a ideia, ainda que amargo o tom. continuar lendo

Concordo plenamente com você Clovis. Até a morte deste cantor não sabia que ele existia. Sei que existem alguns como Zezé de Camargo, Milionário, Sergio Reis, mas este eu nunca tinha ouvido falar, já imaginaram quando morrer o Roberto Carlos, vai ser feriado nacional. É muito milho pra bode..... Quanto ao que o Zeca falou não vejo nada ofensivo e também achei que foi muita vela para um defunto só............ continuar lendo

Deveria existir um CURTIR por aqui, para que se pudesse traduzir: concordo com tudo (o comentário, claro). continuar lendo

Tudo bem Clóvis, que eles estavam descumprindo a lei do país que obriga o uso de cinto de segurança no banco de passageiros, mas quantos milhões de brasileiros descumprem essa lei, acredito que se fosse um filho seu ou alguém próximo, você não diria a mesma coisa, mas também iria ter o apoio dos seus próximos nesta hora difícil, a não ser que não tenha ninguém que goste de você (que acredito que tenha muitas pessoas que gostam de você e que iria se solidarizar com a sua dor) , então toda a dor e comoção, seja de quem for, merece respeito. continuar lendo

Conduta ofensiva? Emitir sua opinião é uma conduta ofensiva?

Pelos céus, onde vamos parar?

É isso que estamos construindo para nossa sociedade? Ao invés de rebater críticas com críticas, há quem sugira ações judiciais?

É uma pena que o Brasil ainda não conseguiu construir uma cultura sólida de liberdade de expressão. Permeado de tiranias, com um espírito servil, temos muito o que melhorar, muito o que nos aperfeiçoar. Contudo, insistimos, no esteio de nosso "espírito de vira-lata", em meramente copiar tudo o que há de pior que inventam lá fora.

Introduzimos todas as doutrinas nefastas do Velho Continente, e agora queremos atear fogo a toda sombra de livre pensamento que aparece. continuar lendo

Processar dá "trabalho" para advogados
Debater, não continuar lendo

O problema desses "cultos" - que são vira-latas da cultura acima do Equador - é que ignoram a cultura brasileira da atualidade. Funk e sertanejo universitário também fazem parte da cultura brasileira, queiram eles ou não. E, diga-se de passagem, funk é mais divertido do que R&B. continuar lendo

For seguir esse raciocínio, não se pode escusar a cultura do estupro, a cultura do tráfico, a cultura do homicídio, a cultura do desvio de verba pública...

Que tal separar as coisas das ruins? continuar lendo

Mas qual o nexo disso com o meu comentário? continuar lendo

Fico aqui me perguntando o porque de tanta comoção por parte da rede globo e seus funcionários. Ai me veio um pensamento de que será que isso não se trata de uma tática para se faturar mais com a imagem de alguém que já se foi ? pois pra quem não sabe a gravadora dele e nada mais e nada menos que a Som Livre que é da rede Globo ou seja quanto mais mídia melhor. Enquanto o povo chora por um ídolo outros se aproveitam de sua imagem para enriquecimiento. continuar lendo

A comoção não foi só da Rede Globo, foi da Record, Bandeirante, etc.. etc.. , continuar lendo

Isso mesmo Richer.
Incentivaram o chororô, o mimimi, dos fãs histéricos com o único propósito de vender , vender e vender.
Quer apostar como logo, logo eles lançam um DVD com uma coletânea de música do finado , com direito a umas vinte músicas "inéditas" ?
Essa história é conhecida......
Outra coisa,
Você notou a pouquíssima ou nenhuma importância dada à namorada do cara, que TAMBÉM faleceu ?
Parece que se tratava de um animal atropelado na estrada.

....só não fizeram as perguntas mais esperadas:

Com que velocidade viajava o carro acidentado, àquela hora da noite, pra se espatifar daquela forma, jogando ocupantes que vinham no banco de trás, através dos vidros ?
Tinha álcool ou drogas na parada ?
- sim porque se fosse qualquer outro mortal, eu ou você, com certeza essas questões seriam levantadas.....
Porque o ÚNICO foco da cobertura era se o cara vinha com cinto ou não ?
Porque não se comenta nada sobre a ganância e o desespero de ganhar milhões e milhões, dando mais de 30 shows por mês, obrigando a que peguem a estrada logo após terminarem um show, pra dar outro em outra cidade ?
Será possível que os que apoiam esse tipo de sensacionalismo não acharam exagerada e escandalosa a cobertura da morte do cantor citado?
.....não percebem que tudo foi montado pra faturar, mesmo depois da morte do cara ?
duvidam que daqui a pouco vários "Chororós e Chororôs" sertanejos aparecerão gravando músicas do finado, que faziam sucesso ?

Lamento sim a morte de Cristiano e sua namorada, mas só isso. continuar lendo

Cara Jane o problema não se trata somente sobre quem televisionou a morte
mas sim como meu caro colega Marcus expressou se fosse com qualquer um de nós o que teria acontecido ? O motivo é o rapaz que estava sem o cinto de segurança e que muito provável estava sem dormir e em alta velocidade, o que não podemos esquecer e o porque que essa situação não veio ao ar ? e outra o que estão fazendo e explorar a imagem de uma pessoa que está morta o que até onde sei também se trata de enriquecimento ilícito e outros artistas se aproveitando da situação para se promover não diferente do Zeca Camargo que foi querer se aparecer e falo coisas verídicas e algumas asneiras. continuar lendo

Concordo com tudo o que o Marcus disse, só queria complementar que a sede não foi só da Globo mas de toda a impressa tirando proveito de Ibope continuar lendo

Concordo, a Globo faz isso escancaradamente, hoje mesmo deram noticia de "forma bombastica" que "encontraram" uma musica inedita do cantor Cristiano, midia oportunista como sempre foi em todas as catastrofes envolvendo idolos populares. continuar lendo