jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022

Marcha das Margaridas - BH/MG

Lugar de mulher é... Onde ela quiser!!!

Dra. Cristiane Carvalho Araújo, Advogado
há 7 anos

Está na Constituição Federal do Brasil:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição

Marcha das Margaridas

Não obstante, vivemos em uma falsa "igualdade de direitos" maquiada pelos direitos (mínimos) adquiridos ao longo dos últimos anos.

O art. , inciso I, da atual Constituição, que já foi transcrito anteriormente, demonstra a promoção de mudanças extremamente importantes na superação do tratamento desigual fundado no sexo.

Ao equiparar direitos e obrigações de homens e mulheres, em todos os níveis, a Constituição ensina que a igualdade de homens e mulheres está contida na norma geral da igualdade perante a lei, bem como em todas as normas constitucionais que vedam discriminação de sexo (arts. 3º, inciso IV, e 7º, inciso XXX).

Contudo, a realidade, contrapondo ao texto da Lei, nos presenteia com exemplos e mais exemplos da desigualdade - e nos deixa claro que HOMENS e MULHERES não são iguais perante à Lei.

Pesquisas e mais pesquisas confirmam que mulheres ganham cerca de 30% a menos do que homens (exercendo a mesma função).

Mulher atualmente, tem que ser "Mulher Maravilha" e dar conta de uma jornada tripla, mas claro, no papel de coadjuvante.

A MARCHA DAS MARGARIDAS vem com a voz eloquente dizer pra toda sociedade que: "LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER!"

A mobilização, que tem data prevista para acontecer na próxima terça feira, dia 22/09/2015 e visa a conscientização da sociedade de que a igualdade de direitos prevista no artigo 5o da CF/88 deve ser efetiva, real, com maior participação das mulheres na OAB e em outras instituições do Brasil.

Não adianta discursos sobre igualdade se a mulher não assume o seu papel dentro da sociedade e dos órgãos de representatividade.

Igualdade está diretamente ligado a assumir responsabilidades. Igualdade é direito, mas antes de tudo, é ação.

Mulher representa mulher!

A concentração em Belo Horizonte será no DAAT (Justiça do Trabalho), Av. Augusto de Lima, 1224, Barro Preto, BH/MG com saída prevista para às 16hs.

Só com mudanças efetivas no seio da sociedade e com a inserção da mulher nas bases políticas e nas entidades de representação de classe é que a igualdade de direitos deixará de ser uma ideologia para se tornar efetivamente real.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)